MAUS TRATOS AOS ANIMAIS


MAUS TRATOS AOS ANIMAIS-qualquer cidadão pode fazer a denuncia: CRMV- Unidade Regional do Sul de Minas Gerais. Delegado Dr. Marden. 35/ 3221-5673. Horário: 8 ao meio dia, 13 até 17 h. E-mail: crmvmg.suldeminas@crmvmg.gov.br

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

O "se" tanto faz se for verdade...





A mídia sensacionalista se alimenta de casos como aquele do assassinato da família de policiais. A mulher da PM,  o homem da ROTA, a avó devotada, a tia e o suspeito improvável, o filho de 12 anos de idade, um adolescente como qualquer outro, que jogava vídeo game, brincava com armas de brinquedo e escrevia e dizia coisas contestadoras, como qualquer menino nessa idade. Na adolescência as nossas crianças se identificam com os vilões, não importa quem, o importante é gostar do que ninguém gosta, é ser diferente.

 Todos mortos com um tiro na cabeça!

Destrinchemos esse enrosco:

Um extermínio pelo crime organizado? Isso foi imediatamente  descartado numa breve olhada na cena do crime: O policial morreu dormindo, a mulher de joelhos, a avó e a tia também dormindo, sem reação alguma e, por fim,  o menino, com a arma na mão esquerda e um tiro no ouvido esquerdo. Pesquisado posteriormente se soube que ele era canhoto, o que confirmaria as primeiras suspeitas de um suicídio. O crime organizado faria uma bagunça danada, humilharia o casal e reviraria o local, que estava impecável.

Um surto do menino que assassinara os pais, a avó e a tia e depois se suicidaria?  Porém, ficou constatado que o menino foi à aula pela manhã, quando os quatro já estavam mortos. As câmeras da escola mostram o momento que o menino estaciona o carro perto da escola, em torno de 1 e meia da manhã e sai pelo lado do motorista às 6 e pouco da manhã em direção a escola. A família disse que ele não dirigia. O menino sai do carro tranquilamente, já tendo matado pais, avó e tia  e,  calmamente,  vai pro colégio.

A perícia constatou que não existiam resíduos de pólvora nas mãos. Não foi dito em nenhum momento que as roupas do menino estivessem sujas de sangue ou que alguma peça de roupa encontrada na casa estivesse com sangue. O menino atirou e não teve resíduo de pólvora, mesmo sendo cinco tiros, e também sem nenhum sangue em suas vestes?

Na TV, um desses jornais sensacionalistas sugeriu que a Policial teria denunciado um esquema de envolvimento da PM em assaltos a caixa eletrônicos, o que não ficou comprovado. Teria sido um extermínio por parte de policiais corruptos? Essa idéia foi prontamente descartada pelo delegado, uma vez que nenhuma queixa foi registrada. Ora, dependendo das pessoas envolvidas, é muito provável que nenhuma queixa fosse registrada. Hoje mesmo eu vi uma notícia na net que um “figurão” da PM foi afastado porque estava passando a mão na cabeça de policiais infratores, anistiando seus delitos.

Bom, as câmeras da escola registraram o exato momento em que o carro da policial chega em frente a escola e estaciona a 1 e meia  da manhã. Depois, as 6 e pouco o Marcelo sai do carro e vai calmamente assistir aula. E se tivesse alguém no carro com ele? E se a “pessoa” tivesse estacionado o carro estrategicamente naquele local, pois não tem muita visibilidade pela câmera da rua. O menino desce do carro e passa em frente a ela, sendo claramente filmado... Muito conveniente! Parece que alguém pensou em tudo!

 E se, os comparsas ficaram lá na casa fazendo o serviço sujo enquanto o menino era conduzido,  com seu suposto “amigo policial”, a uma saída de carro? “Ora, seus pais estão dormindo, nem vão perceber”, ficou registrado que havia acontecido uma festa na residência, regada a bebidas e farras... Fácil justificar as pessoas dormindo profundamente, fácil dopar quem se quer ver apagado... Enrolar o menino para uma saidinha providencial pela madrugada... Depois, na volta para casa, quando percebeu os pais mortos, seria bem fácil fazer ele se matar, não seria? Afinal, se ele mesmo já tinha afirmado que queria ser um matador, coisa de adolescente, e que queria matar seus pais, será mesmo? Bom, alguém que se aproveitasse dessas afirmativas, poderia fazê-lo se sentir culpado e vendo os pais mortos, fatalmente se mataria...Mas isso é fantasia de uma escritora doida, eu! Porém, alguém poderia ter matado o garoto simulando um suicídio...

Sabe, isso dá uma bela trama policial!

Ah! Quanto ao menino colecionar armas, porra, o pai dele é da ROTA e com certeza era seu herói. Muito normal o interesse dele por armas!

Bom, nessa linguagem do SE vamos seguindo e torcendo para que essa família esteja num lugar melhor e que se encontre a verdade dos fatos!

Atribuir a culpa de 4 assassinatos com uma arma calibre 40 a uma criança de 12 anos de idade? E o impacto da arma? E o sangue, que nesses casos costuma jorrar?

Dizer que o crime organizado agiu mais uma vez? E as costumeiras características de covardia, a atitude de defesa das vítimas? Cenário revirado e sangue?

Será que mais uma vez  a covardia de quem deveria proteger prevaleceu? A covardia de atocaiar uma família inteira e ainda armar para que a culpa seja de um adolescente que amava os pais?

 Não importa a resposta, contanto que a verdade venha a tona. A surpresa, o estarrecimento perante tamanha covardia, tamanha insanidade ou premeditação, essa já é uma constante no nosso país.

E se... O “se” tanto faz, o importante é ser verdade!

4 comentários:

  1. mais sensacionalista do que o jornal, foste tu! hihi

    ResponderExcluir
  2. por que? por falar? por expressar várias hipóteses e não a mais provável? de criminosos prováveis nosso sistema carcerário está cheio, vc não acha? hehehe :p

    ResponderExcluir

Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência.

EPTV SUL DE MINAS